1- CORONAVÍRUS – O que fazer quem deseja engravidar?

Como estamos diante de uma infeção viral em grande parte desconhecida, mas grave, com letalidade alta para alguns e de fácil contágio, aconselhamos por prudência adiar temporariamente as tentativas de gravidez. Aproveitem este momento para se preparar para a futura gestação. Verifique de acordo com o seu caso e a evolução da pandemia regionalmente, se é possível evoluir em algo, para assim que passe a fase de riscos, seguir seu tratamento. Solicite uma consulta on-line ou presencial e faça um planejamento de investigação e tratamento.



2- Gravidez em época de Coronavírus – O que é importante saber 

Inicialmente, acalme-se e seja cuidadosa! Esta gestação é bem vinda e você só deve pensar que tudo ficará bem. Muito importante é tentar evitar a exposição a doença, isto é, “fique em casa” se puder, ou proteja-se dos contatos através do distanciamento social, máscara constantemente se sair de casa e siga as orientações para evitar o contágio. Faça um ótimo acompanhamento pré-natal e tenha a possibilidade de contato com seu Médico para a rápida resolução de intercorrências.



3- Quando se preocupar com a gravidez que não acontece

Em todo este processo de ovulação, fecundação e implantação, inúmeros fatores poderão interferir e atrapalhar a tentativa de engravidar. Se a gravidez não ocorre em um ano de tentativas, o casal deverá fazer a INVESTIGAÇÃO BÁSICA de infertilidade. E no caso das mulheres com mais de 35 anos, se a gravidez não ocorrer em 6 meses, esta investigação deverá ser antecipada. Saiba mais sobre esta investigação básica.



4- Por que você não engravida?

Dra. Tania Balcewicz orienta o que é necessário saber para responder por que você não engravida



5- Histerossalpingografia - Dicas sobre este exame

A Histerossalpingografia é um exame de raio-X contrastado, essencial para a avaliação da fertilidade, pois permite que o médico avalie se a paciente apresenta trompas e cavidade uterina íntegras. O exame habitualmente será realizado entre o 6º e 10º dia do ciclo (assim que termine a menstruação), sendo fundamental ligar para agendar o exame na clínica de RX no 1º dia do ciclo menstrual. No dia do exame é conveniente que a paciente tome um anti-inflamatório e um antiespasmódico uma hora antes, para amenizar o desconforto que o exame pode causar. Solicite para seu médico e faça o exame o quanto antes, pois ele é fundamental para traçar o planejamento do seu tratamento.



6- Como acontece ou não acontece a fecundação natural

Conheça as etapas que a natureza deve cumprir para que a gravidez aconteça.
A maioria das pessoas não tem ideia de como NÃO é tão fácil assim engravidar. Em todo este processo de fecundação natural a falha poderá acontecer em inúmeros momentos. Então, saiba um pouco mais sobre seu corpo, faça seu planejamento e não demore para começar...



7- Como saber quando é o período fértil

As orientações para você saber quando é o seu período fértil, seja calculando após anotar as menstruações ou baixando aplicativos, observando os sinais que seu corpo dá ou confirmando através do ultrassom. Você pode auxiliar a natureza a aumentar suas chances de engravidar mais rapidamente sabendo qual é o seu período fértil.



8- O que você precisa saber sobre Ovários policísticos – SOP

A Síndrome dos Ovários Policísticos – SOP – é um distúrbio hormonal que atinge 10% das mulheres em idade reprodutiva, impedindo a ovulação. Este desequilíbrio hormonal leva à formação de inúmeros cistos de pequeno tamanho nos ovários, que modificam a estrutura ovariana, aumentando o seu volume. Esta disfunção também pode levar à secreção de hormônios masculinos (androgênios) em excesso e uma série de sinais e sintomas, que você deve conhecer, principalmente se tiver irregularidade menstrual, com atrasos das menstruações e infertilidade.



9- Endometriose – O que é importante saber é importante saber

A endometriose acomete aproximadamente de 10 a 15% da população feminina em idade fértil e está presente em até 50% das pacientes com infertilidade. Diante disto, há necessidade de estar atenta aos sintomas sugestivos de endometriose, pois o diagnóstico precoce e controle da doença antes que ela provoque alterações mais severas facilitará o tratamento.
Conheça mais sobre esta doença.



10- Mioma – O que é importante saber

Mais da metade das mulheres em idade fértil possui este tipo de tumor. Se você estiver entre elas, acalme-se! Mioma NÃO É CÂNCER, não costuma ser grave, embora dependendo da sua localização, tamanho e quantidade podem ocasionar problemas, incluindo dor, sangramentos intensos e infertilidade, que podem ser resolvidos. Saiba um pouco mais sobre os miomas e seus tratamentos.



11- O que preciso saber sobre abortamento espontâneo

O abortamento espontâneo é a interrupção natural da gestação antes da 20ª semana ou do feto atingir meio quilo. Fazem parte de duas categorias: Um ABORTAMENTO ÚNICO que acontece em até 85% dos casos e foi uma seleção da natureza, ou os ABORTAMENTOS DE REPETIÇÃO ou RECORRENTES, que acontecem em 2 a 5% das pacientes que tem perdas gestacionais. Estes devem ser investigados e tratados para que esta mulher possa ter mais chance de gravidez e filhos. Saiba mais.



12- Tratamentos que aumentam a possibilidade de engravidar

Quer uma orientação ou ajudinha para aumentar suas chances de engravidar? Dra. Tânia Balcewicz dá algumas dicas de fertilidade



13- Ciclo Compartilhado –Tratamentos de infertilidade de Baixo custo

Mulheres sem óvulos podem pagar o tratamento de fertilização in vitro para mulheres jovens sem condições financeiras de seguir tratamentos de reprodução assistida em troca de parte de seus óvulos. Ambas as mulheres são beneficiadas e podem realizar o sonho de ser Mãe com esta união de forças.



14- Fertilização pela Técnica de ICSI

Entenda como é o processo de fertilização e ICSI. Quando os tratamentos de baixa complexidade não resolvem a infertilidade, são as técnicas de reprodução assistida que resolverão a maioria dos problemas para engravidar.



15- Você sabe que idade tem seus ovários?

Se você está na faixa etária de 30-35 anos e não vislumbra ainda chorinhos e fraldas em sua vida, aconselho que confirme que seus ovários têm mesmo a sua idade. Informe-se sobre os exames que você deve fazer e planeje com segurança seu futuro e converse com especialista.



16- Por que fazer a preservação da fertilidade com congelamento de óvulos?

Se você está com mais de 30 anos e ansiosa ou insegura por não desejar ter filhos neste momento de sua vida, saiba que não é a única a ter estes sentimentos. Compartilho alguns vídeos que podem lhe dar uma alternativa através da medicina reprodutiva. Você pode fazer sua avaliação da fertilidade e ter uma orientação segura de maneira individualizada. Não deixe a natureza conspirar contra seu planejamento de vida!!






Contato

Site desenvolvido orgulhosamente por: